Dia Mundial contra a Encefalite

É hoje que se celebra o dia Dia Mundial contra a Encefalite! Esta data que se está a celebrar pelo 5ª ano consecutivo pretende passar a mensagem e chamar a atenção de mais de 40 milhões de pessoas através através das redes sociais e também de forma tradicional com as pessoas que poderão admirar hoje os mais de 50 bem conhecidos marcos espalhados pelo mundo que se vão iluminar de vermelho.

Estes marcos a nível mundial incluem as Cataratas do Niagara, A Millenium Bridge, as fontes de Trafalgar Square em Londres, a Fonte dos Dois Rios de Modena, em Itália e a Torre de Blackpool no Reino Unido.

 

A Encefalite resulta duma inflamação do cérebro. É mais comum do que as doenças neuro-motoras e que a minigite, mas ainda assim ainda existem muitos profissionais na área de saúde que não estão a par desta doença. Esta condição pode ter consequências desastrosas para os que dela sofrem e também para as suas famílias.

Aqui estão alguns pontos fundamentais a reter sobre a Encefalite

 

  • A Encefalite é uma inflamação aguda (inchaço) do cérebro que resulta normalmente duma infeção viral provocada pelo próprio sistema imunitário do corpo ao atacar tecido cerebral. 

  • Começa normalmente a revelar-se com febre e dores de cabeça. Depois os sintomas pioram subitamente, desde convulsões, a tonturas, perdas de consciência e até entrada em estado de coma.

  • A Encefalite é muito dificil de diagnosticar em crianças e adultos. Os pais devem estar atentos para ver se a criança vomita, ao inchaço do fontanela (a parte mais mole da cabeça do bebé normalmente apelidada de moleirinha), choro constante que não melhora mesmo quando  se pega no bebé ao colo para o reconfortar e finalmente à rigidez muscular do corpo do bebé.

  • A Encefalite pode ser fatal, mas só em casos muito raros. A mortalidade depende de vários fatores tal como o estado de avanço da doença e também a idade.

  • Os pacientes mais novos tendem a recuperar sem quaisquer problemas a longo termo, enquanto que para os pacientes mais velhos, o risco de complicações já e muito maior assim como o risco de mortalidade.

Há uma série de maneiras de chamar à atenção e consciencializar para a existência desta condição, mas a mais celebrada é a aplicação BrainWalk Challenge na qual se podem registar através do vosso smartphone. O objetivo é o de andar pelo menos 52.8 milhões de passos em todo o mundo, ao encorajar as pessoas que fazem o download da aplicação a mexerem-se, a tornarem-se mais conscientes e crucialmente a reduzir a sensação solitária que pode surgir depois de uma lesão cerebral adquirida.

Para saberem ainda mais sobre esta doença, para se envolverem ou para receber apoio e conselhos em relação a esta mesma, visitem o website: encephalitis.info.

Fotografias: encephalitis.info