Caros Fashionistas, se forem a Paris nas férias do Natal, aproveitem para visitar a melhor exibição da Dior  de sempre

Este ano, a casa da cultura francesa está a celebrar 70 anos da fundação da Maison Christian Dior e a sua espetacular jornada com uma exibição no Museu das Artes Decorativas em Paris. A exibição intitulada de “Christian Dior: O Designer dos Sonhos” é não só a maior exibição sobre moda alguma vez feita naquele espaço, como também é a maior exposição da Dior até ao momento com um total de 32,000 m2 e é dividida em seis sucessivos enquadramentos: uma galeria de arte, um atelier, uma rua, um boudoir, viagens e um jardim.

São mais de 300 vestidos de alta costura em exposição, que não só vieram dos arquivos da Dior, como também vieram alguns emprestados de museus e de coleções privadas - que incluem o histórico  “New Look “ do Monsieur Dior de 1947 e o trabalho dos 6 espetaculares designers que lhe sucederam.

Tudo isto está em exposição acompanhado por uma série de acessórios, pinturas, sketches, fotografias documentadas, cartazes publicitários e muito mais. Todos estes trabalham, marcam a viagem da Casa da Dior, desde a vida do fundador até à moda mais abrangente no contexto da arte e da cultura. 

 

Ao dar ênfase à relação estreita entre a Maison e o mundo da arte, a “Cristian Dior, o Designer dos Sonhos” começa com uma introdução à infância do Monsieur Dior e os seus primeiros dias como vendedor de arte em Paris, onde ele vendeu vários trabalhos de Pablo Picassso e se cruzou com vários artistas influentes incluindo o na altura ainda desconhecido Salvador Dali. Também era um aficionado por antiguidades e objetos de arte, um colecionador da Art Nouveuau, um decorador inspirado pelo séc. XVIII e um jardineiro muito entusiasta - tudo isto contribui para definir o seu estilo próprio, como se pode ver pelos seus designs.

Entretanto, os sucessores de Dior (Yves Saint Laurent, Marc Bohan, Gianfranco Ferré, John Galliano, Raf Simons e, mais recentemente, Maria Grazia Chiuri) todos eles contribuíram para renovar a estética da Maison Dior, mas ao mesmo tempo mantiveram-se fiéis ao conceito original. Foram então criadas 6 galerias em homenagem a cada um dos designers.

 

Outra atração é uma réplica da fachada da Maison Dior, que contempla uma montra a exibir designs de uma série de designers influenciados pela Dior tal como Alber Elbaz, Thom Browne, Louis Vuitton, Comme des Garçons, Yohji Yamamoto, Jean Paul Gaultier e Alexander McQueen.

 

Se tiveres a sorte de visitar a capital francesa durante o período Natalício a “Christian Dior: Designer of Dreams” está a decorrer até ao dia 7 de Janeiro.

Fotografias: Getty Images