A Fendi celebrou os trabalhos do artista Antonio Lopez inspirada nos seus dois ícones - o Peekaboo e o Baguette

fendi1.png

Um grupo de designers que vão desde Marc Jacobs, Hannah MacGibbon for Chloé, Anna Sui e até ao maestro de design indiano Suneet Varma, todos citaram o trabalho de Antonio Lopez como inspiração. A mais importante destas associações de design é mesmo aquela que Antonio Lopez realizou com Karl Lagerfeld, o director criativo da Fendi e da Chanel. O encontro de Lagerfeld com Lopez remonta aos anos 70 durante o seu tempo na Chloé e foi uma troca criativa que influenciou grandemente o seu trabalho e círculos sociais ao longo dos anos.

fendi4.jpeg

Assim, quando Kim Jones estreou as ilustrações de Lopez para a Primavera/Verão de 2022 da Fendi, em Setembro, honrou o seu espírito de vanguarda e também as suas associações passadas. Levando a sua visão avante, as ilustrações tomam a forma de dois dos ícones da maison - Peekaboo e Baguette. Os sacos capturam o maior savoir-faire da maison e a criatividade gráfica de Lopez. É uma mistura de cores, camadas, materiais e mão-de-obra capturados em couro, metal-couro e camurça. As duas peças são transformadas com a utilização de incrustações, bordados, e estampas cativantes.

fendi2.png

A fonte destes desenhos intemporais é a The Estate, o arquivo de Antonio Lopez, gerido por Paul Caranicas e a sua sobrinha, Devon Caranicas. A icónica assinatura de 'Antonio' foi uma parte predominante da cena da moda dos anos 70 e 80 e representou o encontro da arte, da moda e da cultura queer. O Arquivo é uma selecção dos lendários desenhos dos artistas e é um reflexo das ideias de feminilidade, diversidade, inclusividade, e beleza não convencional daquela época. As malas são uma verdadeira homenagem às vibrações da era da discoteca dos anos 70 (uma época gloriosa para Lopez) e as cores do arco-íris são a confirmação disso mesmo.

fendi6.jpeg

Texto: Exposer Magazine 

Fotografia: Fendi

Data da publicação deste artigo - 31/03/2022