Estas são as melhores e as piores cidades para o equilíbrio entre a vida e o trabalho em 2022

city-x-town.png

Lisboa ocupa o 9º lugar no ranking das cidades mais sobrecarregada de trabalho do mundo, com Oslo a ter o melhor equilíbrio trabalho-vida e o Dubai o pior.

 

O Dubai é definitivamente um íman para os que procuram emprego em todo o mundo. Contudo, um novo estudo revela que pode não ser a cidade perfeita para aqueles que dão prioridade a um equilíbrio saudável entre trabalho e vida privada, uma vez que se classificou em primeiro lugar entre 100 cidades como a cidade mais sobrecarregada de trabalho.

Isto de acordo com um estudo divulgado pela empresa de tecnologia de acesso móvel Kisi, que analisou factores como a intensidade do trabalho e a capacidade de vida na cidade, bem como cuidados de saúde de qualidade, custo de vida acessível, e tempo de folga alargado.

 

* Intensidade de trabalho: Medido pelo número de dias que uma pessoa trabalha, versus a quantidade de dias de folga, para além das taxas de desemprego, inflação, e a quantidade de população com excesso de trabalho.

 

* Habitabilidade na cidade: Uma métrica utilizada para quantificar a acessibilidade e o conforto de viver numa cidade, que inclui variáveis tais como segurança, qualidade do ar, quantidade de espaços exteriores, felicidade, cultura, e lazer.

 

* Sociedade e instituições: Atribuído a verticais como o impacto da COVID numa cidade, o apoio da COVID, o acesso aos cuidados de saúde e cuidados mentais, bem como a inclusividade e a tolerância entre os habitantes da cidade.

 

O estudo foi realizado através da selecção de 100 grandes cidades que são bem conhecidas por atrair profissionais e as suas famílias devido às suas oportunidades de trabalho e aos diversos estilos de vida oferecidos.

 

A intensidade global de trabalho de cada cidade foi então medida com base em critérios em relação ao excesso de trabalho, subsídio de férias, licença parental, e a adaptabilidade de um emprego a cenários de trabalho à distância.

 

Os números relativos ao desemprego foram também tidos em conta, juntamente com a percentagem de indivíduos que tiveram de aceitar vários empregos para sobreviver.

 

Entretanto, Singapura foi classificada como a melhor cidade para trabalhar a partir de casa, seguida por Washington e, finalmente, por Austin.  Enquanto um trabalhador típico de Helsínquia - número três da lista para o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal - tira um mês inteiro de férias pagas todos os anos, por exemplo, a norma em Los Angeles é de apenas uma semana.

 

 

Para muitos, a pandemia tem sido um tempo para repensar as prioridades e dar grandes saltos - como mudar para uma nova cidade. E à medida que o mercado de trabalho continua a aquecer, os planos de regresso aos escritórios em todas as indústrias têm vacilado. Os trabalhadores têm resistido - saboreando a flexibilidade proporcionada pelo trabalho remoto - e muitos estão preparados para saltar para novos empregos se a sua empresa exigir trabalho presencial. Empresas como a Airbnb Inc. estão a prometer políticas permanentes de trabalho a partir de casa para atrair candidatos numa competição cada vez mais intensa por talentos. Os líderes das cidades que procuram capitalizar a nova mobilidade dos trabalhadores e agarrar a oportunidade de expandir a sua base fiscal e impulsionar as suas economias terão de competir em muitas dimensões.

Um dos aspectos interessantes deste estudo é que ele também lança as luzes sobre as cidades com os empregos mais remotos, uma vez que se está a tornar uma das normas para muitas empresas desde o surto pandémico, e uma preferência também para os que procuram emprego. Lisboa, no ano passado, classificou-se em 3º lugar, mas agora ficou fora dos dez primeiros deste ano. 

 

Neste contexto, alguns centros financeiros e empresariais, que durante muito tempo foram potências económicas, ficaram mal classificados. A cidade de Nova Iorque mergulhou no ranking, chegando a 59 das 100 cidades, contra 38 no ano anterior e 21 em 2019, antes da pandemia se ter instalado. Londres, embora classificada significativamente mais alta, também caiu - para 27 em 2022, de 20 no ano anterior e 12 em 2019.

 

Os trabalhadores em "burnout" poderão, em vez disso, querer considerar Amesterdão, Buenos Aires, ou Sydney, onde menos de 10% da população está sobrecarregada de trabalho, de acordo com o estudo. Aqueles que apreciam os seus cinco minutos de viagem da manhã da cama para a sala de estar podem querer considerar Singapura, Washington D.C. ou Austin, onde a percentagem mais elevada de trabalhos pode ser realizada remotamente em cerca de 50 por cento.

 

Dubai é a única cidade entre as 100 cidades seleccionadas para esta pesquisa que obteve 100 pontos no factor "desemprego". Além disso, o Dubai conseguiu estar entre as 5 cidades mais seguras, ficando em segundo lugar em relação a Singapore e vencendo grandes cidades europeias como Copenhaga e Helsínquia. 

 

Sem mais demoras, aqui estão as melhores e piores cidades para o equilíbrio trabalho-vida em 2022.

 

Melhores cidades para o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal em 2022

 

1. Oslo - Noruega

2. Berna - Suíça

3. Helsínquia - Finlândia

4. Zurique - Suíça

5. Copenhaga - Dinamarca

6. Genebra - Suíça

7. Ottawa - Canadá

8. Sidnei - Austrália

9. Stuttgart - Alemanha

10. Munique - Alemanha

 

 

explore-norwegian-design-87094-2.jpeg

                                                                                                                                                                     Oslo - Noruega

Cidades mais sobrecarregadas de trabalho em 2022

 

 

1. Dubai - EAU

2. Hong Kong - China

3. Kuala Lumpur - Malásia

4. Singapura - Singapura

5. Montevideu - Uruguai

6. Tóquio - Japão

7. Banguecoque - China

8. Cidade do Cabo - África do Sul

9. Lisboa - Portugal

10. Budapeste - Hungria 

17-Dubai-United-Arab-Emirates.jpeg

                                                                                                                                                                          Dubai - EAU

Cidades com os melhores empregos remotos

 

1. Singapura - Singapura

2. Washington - EUA

3. Austin - EUA

4. Berna - Suíça 

5. Zurique - Suíça

6. Genebra - Suíça

7. São Francisco - EUA

8. Boston - EUA

9. Estocolmo - Suécia

10. Liverpool - Reino Unido

_methode_times_prod_web_bin_48b399b2-5394-11ec-a5fe-8f0d6a1c517d.jpeg

                                                                                                                                                                             Singapura 

Um dos poucos benefícios da pandemia que inverteu as nossas vidas é que as pessoas estão agora mais conscientes da importância de um equilíbrio saudável entre a vida profissional e a vida pessoal. Por isso, certifiquem-se de escolher sabiamente quando decidirem mudar-se para uma nova oportunidade de trabalho.

No entanto, o stress e a perturbação contínua provocados pela pandemia têm sido seguidos pela guerra na Ucrânia, contribuindo para a instabilidade global que se fará sentir nos próximos anos.

Data da publicação deste artigo - 02/06/2022

Texto: Exposer Magazine 

Fotografia: Fotólia