Mary Katrantzou criou o desfile mais épico da história da moda

A designer grega Mary Katrantzou  pode ter acabado de criar um dos momentos mais maravilhosos da história da moda: em vez de organizar o seu desfile de primavera / verão 2020 em Londres, Paris, Milão ou Nova York tal como outros estilistas, encenou todo o seu desfile no majestoso Templo grego de Poseidon - que é considerado Património Mundial da UNESCO e um dos principais monumentos da Era de Ouro de Atenas.

 

Construídas em 444-440 aC, as ruínas do templo de Poseidon ainda se encontram em pé sobre um penhasco rochoso, a uma altitude de 60 metros acima do nível do mar Egeu. Esta espantosa localização serviu como uma fonte suprema de inspiração para a civilização humana - da matemática às línguas, literatura, arte e filosofia logo a partir do momento em que foi construída. Como tal, o governo grego concedeu excepcionalmente a permissão para que um evento privado se realizasse neste local de património.

Tendo as 15 colunas dóricas de mármore branco como uma porta de entrada para a história, a designer de 36 anos dedicou a sua mais recente coleção para homenagear o património cultural e os feitos do seu país, mas o espetáculo foi bem para além da moda, já que também foi organizado em apoio à instituição de caridade local para crianças com cancro, a “Elpida Association”, que completou 30 anos. Como a designer descreveu este foi um espetáculo no presente, que comemora o passado, em prol duma instituição de caridade que oferece uma esperança para o futuro de milhares de crianças".

 

Os participantes fizeram doações para Elpida como 'pagamento' dos bilhetes para o desfile, e também houve o apoio daqueles que compartilham as suas raízes gregas desde o compositor grego Vangelis vencedor dum Oscar que criou a música para o espetáculo e a Bulgari, que doou  as suas preciosas jóias para complementar a coleção dado que o seu fundador, Sotirio Voulgaris, cresceu nas montanhas da Grécia antes de se mudar para Roma

 

Intitulado 'Wisdom come in Wonder', cada peça da coleção foi criada como uma homenagem a uma ideologia grega, e o desfile foi iniciado por uma modelo vestida com um vestido de coluna monocromático chamado 'Sócrates', com uma citação do filósofo grego realizada nas franjas aplicadas à mão e nos bordados de contas: "A única verdadeira sabedoria é saber que nada sei”. O evento foi concluído com um momento emocional, no qual os modelos se juntaram a jovens sobreviventes de cancro, que foram na altura todos apoiados pela “Elpida Association”.

Com uma localização tão épica, um tema inspirador e uma causa tão nobre, a estilista Mary Katrantzou estabeleceu sem dúvida um novo padrão para os estilistas da atualidade, abrindo caminho para uma nova maneira de pensar não apenas nas roupas, mas também na maneira em  como se podem usar a criatividade e a influência para alcançar um objetivo.

Texto: Exposer Magazine 

Fotografia: Mary Katrantzou