Os melhores SUVs elétricos de 2020

É um facto que até ao final do ano, vamos notar que as nossas estradas se irão tornar seriamente electrificadas.

 

Para quem está à procura de algo muito maior e mais prático do que uma berlina silenciosa e compacta, então este ano parece bem promissor. Era apenas uma questão de tempo, até que as duas das maiores tendências da atualidade - os SUVs e os veículos elétricos - se unissem para criar uma nova onda de carros para a década. Até parece quase um paradoxo, podermos assistir à tradicionalmente baixa eficiência de combustível dos SUVs combinada com o lado mais ecológico dos carros elétricos. Este segmento pode ter sido dominado pelo modelo X da Tesla de Elon Musk em 2016, mas este ano 2020 terá outras marcas de prestígio a juntarem-se à nova onda dos SUV elétricos, e a verdade é que todos este novos modelos parecem bem promissores. Fiquem com alguns dos nossos preferidos. 

Este é facilmente o carro mais previsível a fazer parte desta lista. Há muito tempo que a Tesla é creditada por tornar os carros mais verdes e totalmente elétricos realmente desejáveis, e o Modelo X não é uma exceção. Como primo do crossover da sua icónicoa berlina, Modelo S, o X é muito mais prático, especialmente porque possui o maior espaço de armazenamento (2.487 litros) de qualquer SUV da sua categoria.

Além do facto de possuir portas de asa de falcão que são realmente espetaculares ao nível visual, o Tesla X pode acomodar sete passageiros e apresenta-se com uma autonomia de cerca de 505 km. Se estiverem preocupados com o carregamento, não estejam pois este modelo acumula quase 180 km em apenas 15 minutos em qualquer estação do carregamento.

Ainda não se passou muito tempo desde que o Mustang Mach - E foi lançado, mas isso não impediu o público de se dividir em vários aspetos, principalmente por causa do nome. Outro aspeto é o facto do DNA do Mustang não ser exatamente aquilo ao qual costumamos associar um cruzamento de cinco portas movido a bateria, mas damos à Ford alguns pontos pela tentativa.  Aqui, vários elementos do espantoso design apontam para o famoso Mustang, além de ser também principalmente movido pela tração traseira. De tamanho semelhante ao e-tron, o Mustang Mach-E básico será equipado com uma bateria de 75kWh e 450 kms de alcance. Mas se optarem pelo pacote maior de 99kWh a autonomia se estender-se-à aos 594 kms. E o poder está todo lá… 0-100kph é realizado em menos de oito segundos!

Lançado corajosamente como o primeiro rival credível ao domínio da Tesla, o Jaguar I-Pace percorreu um longo caminho em termos de prova. Com a herança britânica da marca semeada firmemente no seu DNA, o carro apresenta um design altamente aerodinâmico com todos os acabamentos habituais da Jaguar. Esta sensação de luxo desportivo é mantida por dentro, onde um interior limpo e organizado é mobiliado com bastante couro e linhas arrebatadoras. A sua glória máxima? Uma consola central flutuante cujo design super bem equilibrado não apenas dá uma sensação de espaço, como na verdade oferece ainda mais espaço.

Criado e projectado para circular com o mesmo nível de utilidade e confiabilidade do que os seus SUVs convencionais movidos a combustível, o EQC totalmente elétrico da Merceds-Benz é sem sombra de dúvida um dos concorrentes mais fortes neste no mercado.

O primeiro membro da família EQ apresenta-se com proporções semelhantes ao GLC e até lhe empresta a mesma suspensão e parte inferior da carroçaria. O modelo Mercedes-Benz EQC400 4MATIC, em que os seus dois motores elétricos produzem 402 cv, está limitado a uma velocidade máxima de 180 km/h. Carregar um carro elétrico é sempre uma problema, mas neste caso a sua impressionante bateria de 80kWh pode ser carregada de 10 a 80% em apenas 40 minutos através d dum carregador de rápido DC. Os manípulos do volante permitem a seleção de vários níveis de regeneração de energia ao nível dos freios, de forma a controlar melhor o gasto de energia de forma a que o veículo não fique sem energia durante uma determinada viagem. 

Se tal como nós sempre apreciam a criatividade e a estética de desempenho da Audi, mas ainda assim gostariam de fazer algo mais pelo meio ambiente, então o e-tron elétrico a 100% foi criado a pensar em vocês. A versão Sportback é o segundo modelo desta linha de produtos e é uma oferta mais elegante, com a sua silhueta de estilo coupé.

Embora idêntico em comprimento e largura ao modelo atual, o Sportback apresenta-se com uma linha de teto inferior de duas polegadas, que compromete levemente o espaço para os passageiros do banco traseiro, mas que contribui bastante para a melhor aparência desta máquina. A variante 55 Quattro será projetada para oferecer a mesma eficiência e desempenho que os fãs adoram, com uma produção total de 265kW e 561Nm através de dois motores elétricos. Vai dos zero aos 100 km/h em apenas 6,6 segundos; mantenham o pé no acelerador e poderão atingir uma velocidade máxima limitada de 200 km/h. Para um “boost” extra, a ativação do Modo Boost gera 300kW e 664Nm por oito segundos de emoção.

O Audi e-tron Sportback ainda está bem fresquinho, depois de ter sido apresentado no salão do automóvel de Los Angeles no final do ano passado e chegará aos compradores europeus ainda durante a primavera deste ano.

Texto: Exposer Magazine 

Fotografia: Mercedes-Benz, Ford, Audi, Tesla e Jaguar